Como ser um mediador de eventos online

mediador de eventos

Ser o mediador de um evento é uma tarefa muito importante, talvez até mais do que ser o palestrante. Mas você vai descobrir o porquê ao longo do artigo, distribuído da seguinte forma, confira:

Com este guia, você vai aprender todos os segredos para ter uma boa presença de palco e, quem sabe, receber mais convites para ocupar essa nobre função. Vamos nessa?

O que é ser mediador de eventos?

Dentro de um evento encontramos diversos papéis pré-definidos, como organizador, palestrante e mediador. A figura do palestrante e as expectativas sobre sua função no evento são bastante claras. De modo simplista, ele deve conversar e transmitir conhecimento para o seu público.

Agora, em se tratando da medição, isso não é tão automático. Por isso, detalhar esse tópico do mediador de eventos se faz necessário, visto que muitas vezes as pessoas o confundem com um termo parecido: moderador. 

O moderador é quem cuida de assuntos técnicos, tais como colocar legendas na tela, abrir microfones, exibir apresentações e vídeos, montar roteiros e muito mais. Agora, você sabe quais são as tarefas atribuídas ao mediador?

Atribuições de um mediador

O  mediador é a pessoa que vai conduzir a conversa, ou seja, fazer introdução, dar abertura para que os speakers possam se apresentar, lançar perguntas que sejam de interesse da audiência e ser a ponte entre eles.

Dentre outras atribuições, está a necessidade de conhecer o assunto que será conversado durante o evento para que se possa fazer perguntas pertinentes que representem os interesses do público e ainda o mantenha engajado.

Outra responsabilidade presente nessa função é a de monitorar a duração da conversa.. Fica a cargo do mediador saber quanto tempo demandar a cada assunto e quanto tempo falta para acabar o seu momento no painel do evento.

Características

Ser mediador é ter um olhar crítico para diversas questões, além de esbanjar empatia e conhecimento.

Além disso, uma característica a ser destacada é o uso correto da língua, pois a fala de um mediador deve ser clara e entendida por todos. É importante saber se adequar ao tipo de evento que está tendo. Por exemplo, deve-se usar uma linguagem formal ou informal? Isso você quem irá decidir através de suas pesquisas.

Dentre as soft skills importantes também temos a habilidade de saber ouvir histórias, conduzir a narrativa, organizar as ideias e também envolver pessoas com o storytelling.

Como se preparar para fazer a mediação do evento

Ser um mediador é um cargo de confiança, você será o ponto central dessa conversa, já que será quem irá conduzi-la.

A primeira etapa é definitivamente a mais importante. Após receber o convite, tente extrair o máximo de informações possíveis para começar uma pesquisa mais aprofundada. 

Comece buscando saber quais painéis você vai mediar, quais palestrantes estarão presentes e o que eles dominam como assunto. Uma dica valiosa é buscar o background, ou seja, o histórico profissional e trajetória de quem irá ter essa conversa com você. Assim, você pode  encontrar ganchos de perguntas e tornar o bate-papo mais fluido e interessante.

Então, busque se aprofundar mais no assunto. É de se imaginar que você foi escolhido por conta de seu conhecimento prévio, mas não deixe de dar uma pesquisada para entender um pouco mais e estar afiado para o evento.

Analise o público alvo, ou persona, para que saiba como se direcionar ao público. Você deve representá-los e parte disso é se colocar no lugar deles e pensar o que é mais relevante, importante e chamaria atenção durante a conversa.

Conhecer o público a quem se destina o tema também é necessário para saber com qual linguagem você deve se apresentar. Não dá para falar com termos técnicos ou usar vocabulário formal  com uma audiência de jovens adultos na faixa de 18 para 24 anos. Faz sentido? 

Outra coisa que ficará sob sua responsabilidade é a criação do roteiro do evento. Ele não precisa ser super restrito e  pode conter apenas informações importantes que não podem ser esquecidas, como algo sobre os palestrantes ou possíveis perguntas para se fazer.

Não esqueça de reservar tempo para que você se apresente, bem como o tema do evento. Agradeça o convite e apresente a bancada também. Veja todas as nossas dicas para fazer roteiro do evento neste artigo

Outra coisa importante é: o mediador deve ficar de olho no chat, especialmente se for um evento menor, sem aquela figura do moderador que comentamos lá no começo. 

Como dissemos anteriormente, o seu papel na mediação é agir como um representante do público, então, você deve sim considerar tempo e combinar com a produção a dinâmica de responder às perguntas da plateia.  

Faça uma pré-análise do que tem no chat e tente juntar uma pergunta com outra para otimizar o tempo. Isso pode trazer uma resposta mais completa ainda.

Posicionamento para evento online

Parte de ser o mediador de um evento é saber como se portar como tal quando estiver em cima dos palcos, ou no caso de um evento online ou híbrido, na frente das câmeras.

E como primeiro ponto a ser mencionado é a sua imagem pessoal, o que engloba  as vestimentas, o gestual e sua postura geral. Você precisa se portar para transparecer confiança e credibilidade nas suas falas.

Saiba ler o ambiente em que vai acontecer o evento e se vestir adequadamente partindo desse princípio. Outra coisa importante é a linguagem corporal. Muitas vezes fazemos movimentos involuntários que chamam mais a atenção do que nossas falas, então, é bom ter consciência da própria desenvoltura para evitá-los.

Ainda falando sobre linguagem corporal é importante se atentar à forma com que nos direcionamos ao público ou ao speaker. Evite interagir com celular ou desviar o olhar da tela de modo a não parecer que não está interessado no que está sendo falado.

Domine a arte de ser um mediador

Ser mediador de um evento, independentemente de seu formato, é ser o maestro que comanda tudo que vai acontecer. Você é a autoridade máxima do evento, é o rosto que lidera a narrativa, que inicia e encerra a transmissão, que dita o ritmo dos acontecimentos. 

Para fazer mediações cada vez melhores, você vai precisar estudar e treinar bastante. A Evnts, em parceria com a Somos Dara, criou um e-book, ou melhor, um Guia Prático de como ser mediador em eventos.

O conteúdo é rico em recomendações, boas práticas e alguns segredinhos para você ter uma ótima performance.

Você pode fazer download  gratuitamente, acesse agora. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *