Matchmaking: uma ferramenta para aumentar o networking

matchmaking

Traduzindo de forma literal, matchmaking significa união ou parceria. E acaba resumindo de forma bem simples o conceito. Descubra mais sobre o que consiste e como funciona:

O que é matchmaking?

Matchmaking é uma tecnologia muito utilizada em jogos multiplayer online, é uma ferramenta que conecta jogadores para partidas virtuais. E no mundo dos eventos, é uma forma de conectar diferentes pessoas de acordo com seus interesses previamente definidos.

Muito legal, não é? Essa funcionalidade já é conhecida no mercado como o “Tinder de eventos”, em alusão ao aplicativo de relacionamentos, em que você é conectado com pessoas próximas que compartilham os mesmos gostos.

Já no matchmaking acontece a mesma coisa: seus interesses são coletados no momento da inscrição do evento, para que, assim, a ferramenta possa te mostrar possíveis participantes para se conectar e conversar, a depender do objetivo do evento.

Assim, os participantes podem selecionar previamente com quem gostariam de se conectar (o famoso “dar um match”). O importante é trocar experiências e conhecer pessoas com diferentes visões do mesmo segmento de mercado em que você está inserido ou do ramo corporativo. 

E a ferramenta de matchmaking é uma ótima forma de potencializar o networking em eventos, seja totalmente online ou no formato híbrido

Existem duas coisas muito importantes em um evento hoje em dia: o conteúdo e o networking, sendo o segundo o mais importante, já que gera inúmeras oportunidades. É imprescindível ter um bom conteúdo, mas são os contatos que prevalecem. 

Vantagens do matchmaking em eventos online

O matchmaking traz vantagens tanto para os usuários quanto para os organizadores do evento. Isso porque ao promover conexões efetivas entre as pessoas, os participantes ficam mais engajados e satisfeitos com o evento, a ponto de se interessarem por futuras edições. 

Estes simples contatos podem gerar vendas, criar negócios e iniciar projetos. Empresas podem conversar com clientes em potencial, startups podem se conectar com investidores, criadores podem se encontrar com produtores… São inúmeras as possibilidades e isso vai depender do objetivo do seu evento.

Pessoas interessadas em uma certa área do mercado podem se conectar com especialistas e trocar conhecimentos, histórias e experiências. E também currículos e portfólios! 

E isso tudo dentro de um ecossistema integrado ao evento, não sendo necessário baixar nenhum aplicativo ou sair do ambiente virtual. Ou seja, transforma a experiência em algo muito mais imersivo e memorável para os participantes.

Além de tudo isso tem o fator de redução de tempo, já que o esforço para  encontrar parceiros ideais pode ser convertido em planejamento e nutrição desses contatos, por assim dizer. Fazer networking não termina depois da primeira conversa, é importante manter contato. 

Para finalizar, vale ressaltar que promover o matchmaking é uma excelente estratégia de atração e engajamento para os participantes. Isso deixa todos mais imersos já que estarão ansiosos para que se os “matches” aconteçam. 

Então todo o tempo que o participante estiver dentro do seu evento ele realmente será aproveitado de maneira efetiva e otimizada! 

Assine nossa newsletter gratuita

Receba os melhores conteúdos sobre eventos diretamente no seu email

E quando der o match?

A parte mais fácil é dar o match para começar o networking, a parte difícil é realmente começar. E para auxiliar, separamos algumas boas práticas para colocar em ação as suas conexões.

Tenha um planejamento

Pode parecer estranho se preparar para conversar com alguém, mas vai fazer a diferença na hora que estiver fazendo networking em um evento.

Para se planejar, entre nas redes sociais do evento e veja quem confirmou presença, conheça suas funções e monte tópicos que te interessam para começar essa conversa.

Dessa forma você não perde tempo pensando no que gostaria de conversar e pode ter uma interação muito mais produtiva.

Saiba ler o clima

A conversa é mais casual ou deve ser direcionada para o lado formal? Isso é o clima do evento e do seu match que vão dizer.

Se o evento tiver uma pegada mais corporativa, mantenha essa mesma linha e não faça conversas paralelas que outras pessoas possam não querer.

Mas caso o evento seja mais descontraído você pode manter a conversa leve para que conheça mais as pessoas e faça um networking ainda melhor. Mas não invada espaços pessoais.

Converse de forma clara

Se o networking estiver disponível por vídeo, abra a câmera, não tenha receio em aparecer. É claro que você deve prezar boa imagem pessoal e também de fundo. Aja como se estivesse no papel de palestrante do evento ou ainda numa entrevista de emprego. 

Mantenha uma conversa clara, falando de uma forma que o outro participante possa te escutar. E caso seja apenas por chat, evite usar gírias da internet e mantenha uma conversa legal para os dois lados.

Estude o assunto e o perfil dos interlocutores 

Se prepare para manter uma conversa cativante e interessante para o outro lado. Leia e absorva bastante conhecimento antes do evento para poder ter o que dizer e enriquecer o debate. 

A primeira impressão é a que fica e a sua bagagem de conteúdo, referências e valores dirão muito sobre você durante essas interações, ainda mais no ambiente online

Não haja de modo interesseiro

Fazer networking é muito mais do que gerar leads ou conseguir oportunidades de empregos e negócios. Fazer conexões também é ter alguém para pedir conselhos e conversar, então busque criar vínculos e laços com a pessoa do outro lado da tela.

Se conecte via redes sociais, troque telefone e endereço de e-mail.  Realmente mantenha um contato. Você pode sair dessa experiência com novos colegas de trabalho e amigos!

Gere identificação

Chegar conversando com qualquer pessoa sem saber o nome ou nada sobre ela pode ser um pouco súbito, portanto, tente gerar identificação e criar algum tipo de vínculo entre você e o outro participante.

Começar a conversa falando sobre amenidades ou contando um fato engraçado pode ser uma forma de quebrar o gelo e aproximar os envolvidos no bate-papo. Numa rodada de networking, as pessoas costumam ter perfis próximos e estão abertas para o diálogo, o que ajuda a gerar identificação entre elas.

Como aplicar o matchmaking no seu evento?

O matchmaking depende de tecnologia para dar certo. Tudo começa com um questionário do participante, de onde sairão os dados a serem analisados e cruzados, por meio de softwares de inteligência artificial. 

Traduzindo: as pessoas vão cadastrar seus principais interesses e ter essas características comparadas com a de outros participantes, a fim de que o match dê certo e elas possam conversar durante todo o evento.

Pode parecer complicado e até mesmo coisa de outro mundo, mas é uma solução bastante acessível. Algumas plataformas de eventos, como a Evnts, disponibilizam esse recurso dentro da sua ferramenta, com integração com redes sociais, chat privado e troca de arquivos. 

Então, através de uma plataforma de eventos é possível ter tudo o que você precisa em apenas uma tela, transformando a experiência do seu participante e melhorando sua usabilidade da jornada digital.

Planeje o seu evento com matchmaking

Para promover o matchmaking no evento é necessário começar a planejá-lo com antecedência. Invista seu tempo em desenhar um bom questionário, pois ele é o primeiro passo para que os matches aconteçam. 

Para te ajudar com essa missão e não deixar nada para trás, é importante ter uma lista completa de todas as tarefas. Baixe agora nosso checklist gratuito de eventos online, desenvolvido pelo nosso time de especialistas. 

Nele você vai encontrar tudo o que precisa para começar a organizar o seu próprio evento, desde a pré até a pós-produção. Aproveite! 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *