Como fazer um webinar

como fazer um webinar

Você provavelmente já ouviu falar ou participou de um webinar mesmo sem saber. Trata-se de um formato de conteúdo que vem sendo muito utilizado ultimamente, principalmente por conta da pandemia. Neste artigo, vamos conhecer um pouco mais sobre o assunto:

O que é webinar?

A palavra webinar vem do inglês e é uma abreviação para web based seminar, que em sua tradução significa seminário realizado pela internet. Essa palavra possui sua versão brasileira, chamada webinário.

Diante disso, os webinars são seminários online em vídeo, que podem ser gravados ou ao vivo. As transmissões são frequentemente feitas ao vivo para que a audiência possa interagir em tempo real pelo chat.

Eles contam com pelo menos um  palestrante, que geralmente vai compartilhar seus conhecimentos e interagir com o público.

Vantagens de um webinar

Esse formato de transmissão ao vivo traz diversos benefícios para o organizador e a empresa ou marca vinculada. Um webinar pode, por exemplo, gerar, atrair e nutrir seu público alvo ou leads. 

Um evento online pode ser uma das melhores estratégias de relacionamento e retenção dos seus clientes e audiência.

Dependendo da plataforma que for usada, ainda é possível recolher dados que podem ser de grande ajuda após o encerramento da transmissão, especialmente endereço de e-mail.

Lembre-se que é extremamente importante ter o consentimento do uso desses dados e garantir que o usuário estará com todas as suas informações protegidas. Saiba mais sobre como manusear dados pessoais aqui.

Os seminários pela web também são uma grande ferramenta para engajamento, alcance do público e trazer mais usuários para alguma página ou conteúdo em específico.

Portanto, o objetivo é educar, ser referência, gerar dados e diversos benefícios para a sua empresa. Determinado tema do seu evento online pode, inclusive, gerar conteúdos exclusivos e fazer com que mais pessoas conheçam a sua marca.

E chegamos ao ponto alto desse formato de transmissão: o custo. Comparando com palestras ou eventos presenciais, o webinar online – ou até mesmo híbrido – é uma solução mais em conta, que permite investir mais em conteúdo do que infraestrutura física. 

Webinar ou live: qual escolher?

Em sua essência, as lives e webinars são muito parecidas, podem até mesmo ser confundidas. Os dois formatos se tratam de transmissões ao vivo realizadas em plataformas específicas. Mas existem algumas diferenças que podem te ajudar a tomar a melhor decisão para o seu evento. 

Diferença entre webinar e lives

A primeira diferença que devemos comentar é o tempo de duração de cada um desses formatos de transmissão ao vivo. Os webinários são seminários online que demandam bastante tempo, enquanto as lives comumente possuem apenas 1 hora de duração.

Outro ponto é que as lives geralmente são realizadas em redes sociais, o que permite certa informalidade de sua parte. Enquanto os webinars são, em sua maioria, mais formais, voltados para o universo corporativo e acadêmico.

E falando disso, já é possível entrar no ponto do público alvo, que das lives pode ser muito amplo e abrangente. Enquanto para os seminários online o público alvo geralmente é composto de empresas, funcionários, empresários, alunos, professores e profissionais.

Como sabemos, as lives são destinadas a grandes públicos e não priorizam tanto as interações entre o apresentador e sua audiência. Porém, nos seminários digitais, o público é menor, com um conteúdo que geralmente é exclusivo, além da atenção especial na interação com o público.

Mas qual escolher?

E agora, diante de todas as características apontadas, ainda fica a dúvida de qual deve ser escolhido para o seu evento online. A resposta para essa pergunta é: depende do seu objetivo.

Então na hora de definir o formato da sua transmissão considere o custo, o conteúdo e o público ao qual se destina. Comece a planejar o seu evento online memorável agora mesmo!

Assine nossa newsletter gratuita

Receba os melhores conteúdos sobre eventos diretamente no seu email

8 passos de como fazer um webinar

Depois de definido o formato é hora de começar todo o planejamento e montagem. Para quem já está habituado, fazer um webinar tem os mesmos passos que fazer um evento. 

1 – Defina o tema e os objetivos

Lembre-se de que a definição do tema envolve diretamente a sua persona! A delimitação clara do tema da sua transmissão é o ponto chave que vai fazer a audiência se interessar e participar, assim como os palestrantes. 

Então, tenha isso bem definido para que os participantes possam se preparar para possíveis perguntas.

É essencial ter um objetivo claro de que resultados querem ser alcançados e junto disso, os dados que serão analisados ao final.

2 – Crie o roteiro

O roteiro é um passo que geralmente os profissionais pulam, mas ele se faz extremamente necessário durante uma transmissão. Não precisa ser exatamente detalhado, mas é importante que contenha todos os horários para que sejam cumpridos.

No evento online não há muita margem para improvisos. Um comando errado ou um atraso podem pôr o interesse da audiência em risco. Um roteiro bem amarrado e alinhado com todo o time operacional são um bom começo para que tudo saia conforme o planejado.  

3 – Defina informações básicas

Quando citamos informações básicas queremos dizer data, horário, links de acesso  e palestrantes. Sem essas definições, não tem evento. 

Para a data e o horário, considere se irá ocorrer outro evento no mesmo dia, se é melhor fazer o evento em dias úteis ou num feriado e qual o melhor horário para os seus participantes.

Convide também os palestrantes que podem fazer a diferença no conteúdo que será passado para a sua audiência. Além de confirmar horário e tema, passe o roteiro para que saibam do seu tempo disponível.

Você pode ainda pedir que os palestrantes gravem um vídeo-convite a ser usado na divulgação do evento, bem como foto e mini currículo. 

A plataforma utilizada é muito importante, pois ela irá sustentar todo o evento, então prefira uma simples que te dê todas as funcionalidades necessárias.

4 – Monte a landing page e faça a divulgação

A landing page é a página principal do seu seminário online, é nela que os participantes irão se inscrever e ter acesso a todas as informações do evento, como  programação e palestrantes.

Pode até parecer complicado, mas caso você faça esse trabalho com uma plataforma de eventos, fica muito mais fácil. Com as soluções da Evnts, a landing page pode ser feita por você em pouco tempo.

Chegada a hora da divulgação, devem ser enviados e-mails de aviso para os inscritos, confirmação de participação, conteúdos promocionais e o que mais achar relevante, podendo ser uma excelente ferramenta para divulgar seu site e canais sociais. 

Essa estratégia é muito interessante quando se trata de eventos com patrocinadores, que podem oferecer conteúdos e vantagens para os participantes do evento. 

5 – Revisar material

O material e todo o roteiro deve ser revisado junto do palestrante alguns dias antes do evento, a fim de  que tudo saia dentro do cronograma e dentro do esperado. 

Caso o evento seja uma roda de bate-papo, ou seja, envolver mais de duas pessoas, é importante agendar uma conversa ‘fora do ar’ com os envolvidos, para que se conheçam e combinem como será a dinâmica da conversa. 

Separe todo o material audiovisual que irá ter e já deixe à postos. Vale reforçar que todos os vídeos ou apresentações devem constar no roteiro. 

6 – Antes de entrar ao ar

Antes de começar a transmitir é importante checar todos os equipamentos que serão usados, como internet, luz, áudio, câmera, baterias e carregadores de celulares ou smartphones. 

Faça um pequeno ensaio com o palestrante antes de  começar a transmissão. É importante se ater ao roteiro neste momento e evitar mudanças de última hora. 

7 – Durante o evento

Cuide da moderação do chat, do número de pessoas assistindo e da qualidade da transmissão. Com roteiro em mãos, garanta  que tudo corra sem problemas.

Nos últimos momentos, encaminhe as perguntas para o palestrante em questão e no fim agradeça a todos os presentes. Se for o caso, dispare as perguntas durante o evento ou no momento do encerramento. 

8 – Pós evento

O seu seminário não acaba quando se encerra a transmissão. Após tudo isso, é necessário fazer o pós-evento, ou seja, analisar os dados, resultados e continuar em contato com os participantes.

Faça uma pesquisa de satisfação, envie certificados se necessário e atualize a landing page com o link da gravação. 

Nessa etapa, você pode usar a gravação como recortes de vídeo ou outros formatos de conteúdo para a sua audiência. Assim, você mantém a conversa com seu público mesmo depois da realização do webinar. 

4 ferramentas para fazer um webinar

Para escolher a ferramenta que será usada no seu evento, vale analisar seus prós e contras, a fim de verificar qual delas poderá melhor atender às suas necessidades. Esses programas podem ser integrados a plataformas de gestão de eventos, como por exemplo, a Evnts.

Essas soluções tecnológicas facilitam a vida do produtor de eventos e permitem um maior controle de tudo o que está acontecendo. Além de gerar dados que podem ser analisados no pós evento. Veja algumas que avaliamos:

1 – Youtube Live

Essa solução é gratuita e possui muitas informações sobre o desempenho do seu webinar. Também é possível agendar transmissões, o que pode ser vantajoso para quem precisa marcar horário na agenda das pessoas.

Através de cards no próprio vídeo, é possível colocar links externos para direcionar o seu público para diferentes sites.

2 – Facebook Live

Também é uma solução gratuita, do próprio aplicativo do Facebook, e qualquer pessoa ou página pode realizar uma live com essa funcionalidade.

A ferramenta é muito popular, o que pode trazer muitas pessoas para a sua transmissão. Além disso, o vídeo pode ficar gravado para quem não conseguiu assistir ao vivo.

O Facebook disponibiliza algumas métricas que podem ser usadas para mensurar os objetivos do seu webinário. Porém, o aplicativo não permite que se compartilhe tela durante a live.

3 – Zoom

O Zoom é uma plataforma simples e muito conhecida, que possui o plano gratuito e as opções pagas. Esse programa permite que até 100 pessoas participem de uma mesma reunião por até 40 minutos. 

O diferencial desse recurso é que ele pode ser conectado em plataformas de gestão de eventos, o que acaba deixando o seu webinar muito mais completo por conta de todas as funcionalidades.

O Zoom também possui integração com plataformas como Facebook Live e Youtube, estando disponível para desktop e smartphones.

4 – Click Meeting

O Click Meeting é uma solução feita especialmente para webinars. Ela permite uma personalização muito grande de todo o seu evento, e tem muitos recursos e funcionalidades que podem ser interessantes para a sua transmissão.

Porém, o programa não tem suporte em português e não é gratuito. 

E aí, qual a melhor ferramenta para seu webinar? Se você ainda ficou com dúvidas, fale com um de nossos especialistas

Organizando seu webinar

E para te auxiliar ainda mais no planejamento e organização do seu webinar, nós disponibilizamos um checklist de eventos online, com passos que podem ser usados em qualquer formato de evento. Baixe agora gratuitamente!

Confira aqui:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *