Storytelling em eventos online: como usar

storytelling em eventos

Se você quer aprender mais sobre Storytelling e como essa técnica se aplica na área de eventos, está no lugar certo. O que você vai ver aqui:

O Storytelling é uma estratégia de comunicação que vem sendo utilizada há muito tempo no cinema, e o marketing passou a fazer uso dela quando notou que gerar uma conexão emocional com o público-alvo é uma estratégia muito eficaz.

E de fato é, sobretudo nos tempos atuais. O mercado consumidor vem demonstrando cada vez mais exigência na hora de escolher uma marca, e muito disso se deve ao fator experiência. 

A área de eventos está diretamente relacionada com isso, logo não se trata apenas de atrair o público, mas ir além, retendo-o por meio de experiências de valor.

O que é Storytelling em eventos?

Na tradução, storytelling significa ‘contar histórias’. Ele é muito aplicado no Marketing para construir empatia e gerar conexões entre clientes e marcas. 

A técnica do Storytelling tem o conceito de passar uma mensagem através de uma história, cujo roteiro tem o foco de envolver as pessoas emocionalmente e, com isso, gerar empatia e aceitação

É uma ferramenta capaz de fixar a mensagem por mais tempo na mente do público, e tudo isso porque a abordagem é feita de maneira mais lúdica. 

Quando a técnica é bem aplicada, tem o potencial de transformar os participantes em embaixadores do evento.  

Entretanto, com uma concorrência cada vez mais acirrada pela atenção das pessoas no universo online, o apelo emocional, o valor agregado e os benefícios de participar de um evento precisam ficar bastante evidentes. 

Atente-se às 4 características que um bom Storytelling:

  1. A narrativa é clara, objetiva e emocionante;
  2. Os personagens são bem construídos e conquistam empatia e identificação rapidamente;
  3. O enredo é coordenado e explora situações reais;
  4. Todo o trabalho está em harmonia com o tema, com os objetivos do evento e sendo parte de uma estratégia maior.

Storytelling é parte da jornada do público dentro do evento e pode ser a ferramenta chave para fixar a mensagem na memória dessa concorrida audiência.

Briefing: o ponto de partida do storytelling em eventos

A primeira etapa para construir uma história do evento é o briefing. Ele nada mais é do que um material que reúne as principais informações do evento: os objetivos, o público-alvo, as métricas, a mensagem e o retorno esperado. 

Outro ponto muito importante é a definição da persona do evento. É fundamental ter em mente qual é o perfil do participante ideal do seu evento, considerando seus hábitos, preferências e realidade. 

Uma vez definido para quem o seu evento se destina, é hora de pensar em como contar para seu público como e por que seu evento vai agregar valor para ele.  

O seu planejamento para Storytelling em eventos deve partir dos seguintes pontos:

  • Qual a melhor forma de dialogar com a persona?
  • Quais emoções deseja despertar para estabelecer a conexão?
  • Que tipo de história é ideal para o tema do evento e para o seu público?

Em um segundo momento, você pode dar sequência planejando o seguinte:

  • Qual será a história do seu evento e como ela será contada; 
  • Cenário, trilha sonora e iluminação – quando falamos de eventos híbridos;
  • Tecnologia audiovisual e experiências virtuais.

Aqui também vale inserir referências, cases e novidades tecnológicas que podem agregar inovação para o evento. Na etapa de briefing, quanto mais informações melhor. 

Roteiro: veja na prática como contar uma história

O roteiro pode ser dividido em 5 módulos e dentro de cada um deles a história vai tomando forma. De modo geral, o roteiro deve conter:

Introdução

Contextualiza a história para o público e apresenta os personagens. 

Conflito

Os personagens devem demonstrar as situações vivenciadas, apresentar as necessidades e anseios, usando uma narrativa que gere identificação. Nesta etapa, explora-se bem as dores e todos os desconfortos que elas trazem.

Momento do clímax

Neste ponto da história, a pior hipótese de problema que a persona pode experimentar é mostrada com bastante realismo.

Solução 

Esse é o momento de apresentar as soluções, esclarecer por que elas são as ideais e demonstrar como seu evento pode resolver os problemas da persona.

Fechamento

Na fase final, é possível demonstrar situações em que a persona é mais feliz depois de ter sua dor sanada, como isso transformou sua vida e deixar nas entrelinhas que a solução é acessível e necessária. 

Pode parecer abstrato, porém, é por meio dessa jornada de altos e baixos que o seu evento se mostrará de grande importância – ou melhor, será considerado imperdível pela sua audiência. 

Agora, vamos pegar como exemplo o evento Expert XP 2020. Assista ao vídeo do evento e tente visualizar a história que o evento conta. 

Com o tema “Um Novo Olhar para um Novo Futuro”, o evento promovido pela financeira XP Investimentos traz uma narrativa de transformação e cenário de incerteza impostos pela pandemia. 

A discussão sobre o futuro chama os espectadores a construírem juntos o futuro, por meio do conhecimento compartilhado gratuitamente. A trilha sonora, a edição e o design visual completam a produção. Viu como faz sentido?

Vamos a mais um exemplo: E-Summit 2021. Veja o vídeo-teaser do evento. 

O evento promovido pela Etus Social é voltado para profissionais de marketing digital e redes sociais. O storytelling do evento envolve o universo online e a necessidade constante de atualização dessa persona, que trabalha com softwares, tendências e inovações muito dinâmicas. 

Para alcançar o público-alvo, a marca usou ícones dos anos 90, que remetem ao início da internet – tema principal do evento e que conversam diretamente com os nativos digitais. 

E como estar atualizado é algo que realmente traz valor para os participantes, a comunicação do evento trabalhou muito a qualidade dos palestrantes. No formato freemium, o público pagante teve acesso a conteúdos e lives exclusivos. 

Ainda houve shows durante o evento, para que o público pudesse ouvir música enquanto descansava entre as palestras. Ainda na onda do audiovisual, uma das salas de plenária era um podcast, ou seja, um debate sem imagem. Estes recursos sonoros, por assim dizer, vão muito em linha com o comportamento da persona do evento.  

Assine nossa newsletter gratuita

Receba os melhores conteúdos sobre eventos diretamente no seu email

Storytelling em eventos online: inove nos seus eventos corporativos

Contar histórias e manter atenção do público são um desafio por si só. No ambiente online, essa tarefa demanda uma dose a mais de planejamento estratégico e criatividade. 

O storytelling em eventos nada mais é do que fazer do seu evento uma solução para um problema. Ainda no exemplo do evento Expert XP 2020, fica evidente a necessidade que a persona do evento tem de entender o futuro dos investimentos, o pós-pandemia do mercado financeiro e a transformação que o mundo vem passando. 

Ele deve culminar em uma resposta a uma dúvida, um debate que precisa ser feito, um insight a ser compartilhado, um case a ser reverberado… Isso tudo orquestrando ferramentas de marketing, palestrantes interessantes, conteúdos relevantes, interações online, experiência audiovisual e muita criatividade. 

Aqui vão algumas estratégias para você criar o storytelling do seu evento: 

Crie um clima de expectativa

Fazer um vídeo-teaser (que na tradução seria um  “vídeo-provocação”) é uma forma atraente de chamar atenção do público despertando sua curiosidade. Ele deve despertar empatia no público-alvo, ele deve se reconhecer na problemática do evento, de modo a deixá-lo interessado a conhecer mais sobre a solução, a resposta, a mensagem que o seu evento quer transmitir. 

Criação de conteúdo relevante

Não apenas o roteiro, mas também o conteúdo deve suportar a narrativa. É com base nos levantamentos da pesquisa comportamental, que os materiais devem ser trabalhados, sempre pensando em entregar para os participantes do evento conteúdos ricos que o ajudem a navegar na história do seu evento. Veja mais dicas para criar conteúdo para eventos.

Comunicação audiovisual

Os vídeos dominam a internet e são a forma mais fácil de viralizar um conteúdo. Por isso, vale investir em diferentes formatos. Além do vídeo, há recursos como podcasts, imagens bem trabalhadas, trilha sonora estonteante… A ideia é promover uma experiência sensorial para que o participante se sinta transportado para dentro do evento – mesmo estando em home office, por exemplo. 

Data Storytelling

Contar uma boa história não significa criar universos paralelos, mas sim reunir dados e fatos para comunicar à audiência a sua mensagem, envolvendo-a na narrativa problema x solução. 

Essa abordagem propõe gerar uma narrativa em que o roteiro é feito com base em dados e informações de cunho analítico. Isso significa trazer os dados para o contexto de uma história e dar foco aos dados que tem relevância para o público.

Mas para isso funcionar, será necessário um trabalho robusto nas informações, de modo a gerar uma narrativa relevante, que transmita conhecimento sem pesar nas explicações técnicas. 

Como deve ter notado, o Storytelling em eventos continua sendo uma alternativa interessante até mesmo para contar histórias mais complexas.

Como organizar um evento online

A organização de um evento online demanda praticamente o mesmo volume de trabalho que um evento físico. O primeiro passo é fazer um planejamento estratégico do projeto para que possa ter a visão das atividades prioritárias.

Na sequência, é preciso levantar todas as necessidades tecnológicas. A infraestrutura básica é composta por equipamentos para captação de áudio e vídeo, local onde a gravação vai acontecer e uma conexão de internet excelente.

Feito isso, deverá escolher por onde a transmissão será feita e a maioria das ferramentas você já deve conhecer: Zoom e Streamyard, por exemplo. Na próxima etapa, invista na construção de uma landing page dedicada e um hotsite customizável – além de uma boa plataforma para trabalhar o envio de e-mail marketing.

De acordo com a escolha dos canais de divulgação, é hora de pensar no conteúdo que será entregue ao público considerando os canais definidos. Veja aqui 9 ferramentas e canais para divulgar um evento online

Bastante trabalho, não é mesmo? Realmente é desafiador, mas com uma boa organização e um cronograma ajustado é possível fazer. Existe também a alternativa de contratar uma plataforma especializada em eventos, pois toda parte técnica e operacional ficam unificadas numa única ferramenta. 

Além disso, quem produz eventos sabe da grande quantidade de tarefas envolvidas no planejamento do evento. Pensando nisso, preparamos um checklist para te ajudar a planejar todos os detalhes e não esquecer de nada. E temos também um convite especial: venha conhecer e participar da Comunidade Backstage, um espaço online feito especialmente para profissionais que atuam na área de eventos. Te esperamos lá!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *