28_capa

Viajando com um livro debaixo do braço: Ulisses de James Joyce e a Capital Irlandesa

Hoje vamos começar a conhecer algumas cidades que ficaram marcadas por clássicos literários. Para começar essa incrível jornada vamos apreciar a capital da Irlanda: Dublin e para acompanhar essa jornada vamos colocar de baixo do braço um dos textos mais estudados e admirados da literatura moderna: Ulisses de James Joyce.

Através do olhar do publicitário Leopold Bloom e do jovem Stephen Dedalus, o texto de Joyce cria um sincretismo com o clássico grego Odisséia e acompanha a jornada de um dia destes peculiares personagens. O livro é extenso e de uma escrita aprimorada, criou diversos conceitos de narrativa e criação de personagens, além de ser objeto de estudo até os dias de hoje.

O plano de fundo para essa narrativa é a charmosa Dublin. Capital da República da Irlanda, essa cidade tem um aspecto dicotômico entre o colonial e o moderno. Seus pubs estão repletos de tradicionais irlandeses com suas longas barbas ruivas segurando suas pint’s de Guinness.

Uma dica para vivenciar alguns pontos em que o principal personagem da trama percorreu escolha o Bloomsday. O Bloomsday ocorre no dia 16 de junho e fãs de diversas partes do mundo homenageiam a obra de Joyce com diversos eventos na cidade além de percorrerem o caminho realizado por Bloom na cidade.

Para começar essa aventura vá até Sandycove e conheça o local da cena de abertura, Martello Tower. Esse forte foi construído no século 19 no período das guerras revolucionárias francesas e foi abrigo de Joyce. Além de vivenciar o início da história você poderá conhecer melhor sobre a vida do escritor conhecendo o museu James Joyce localizado neste local.

28_001

 

Saindo de Martello caminhe pela Sandymount Strand e veja a vista que Stephen tinha quando refletia sobre sua vida e seu passado.

28_002

 

No capítulo 4 finalmente conhecemos Bloom e sua casa localizada na 7 Eccles Street. Inspirado na residência de seu amigo J.F. Byrne, este local retrata o início da jornada do herói.

28_008

 

Para vivenciar o almoço de Bloom dirija-se até a 21 Duke Street e entre no mesmo pub relatado no livro o Davy Byrnes. Se quiser seguir o cardápio descrito peça um sanduíche de queijo e uma taça de vinho Borgonha.

28_004

 

Após o almoço Bloom vai ao Museu Nacional e tem um rápido encontro com Dedalus que estava na Biblioteca Nacional que se encontra no mesmo endereço.

28_006

 

No capítulo 10 o personagem Ned Lambert faz referência a St. Mary’s Abbey dizendo a Bloom que o local é o mais histórico da Irlanda.

28_007

 

No capítulo 16 Bloom leva Dedalus para um abrigo próximo a ponte Loop Line que cruza o principal rio da capital, o Rio Liffey.

28_003

 

Claro que ao longo dos 18 capítulos desta incrível obra, Dublin é relatada pela visão desses dois personagens de forma única. Listamos alguns pontos em que a jornada se passa e onde você poderá conhece-los embarcando em uma incrível viagem para Irlanda.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *