022

Uma aventura pela América do Sul. Parte 09 – Viña del Mar e Santiago

Não há como negar que algumas viagens nos deixam com uns quilinhos a mais. Mesmo quando temos que economizar na grana, sempre acabamos comendo coisas muito calóricas e a balança no final da jornada já acusa uma irregularidade. Quando vamos para locais em que a gastronomia se destaca fica ainda mais difícil fugir desta consequência.

Na parte 04 da nossa aventura já mencionamos a excelente culinária peruana, nas cidades do Deserto do Atacama conhecemos bons restaurantes e no litoral chileno uma típica cozinha litorânea. Estávamos próximos de conhecer três excelentes cidades para saborear deliciosos pratos e duas delas estavam reservadas para a última perna chilena.

A vegetação começou a mudar quando nos aproximamos de Viña del Mar e percebemos centenas de vinícolas ao longo da estrada. Estávamos contentes com aquela visão e muito empolgados para iniciar uma nova fase da viagem. Fase comer e beber bem.

Viña é uma cidade elegante e charmosa, em alguns momentos lembra Mônaco com a quantidade de carros luxuosos, hotéis cinco estrelas e cassinos a beira- mar. Neste ponto da viagem estávamos bem cansados e tiramos três dias para relaxar, jogar algumas fichinhas nos caça niqueis (sem muita sorte, perdemos alguns trocados) e conhecer os diversos restaurantes a beira do Oceano Pacífico.

Ao lado de Viña del Mar fica Valparaíso, uma cidade portuária famosa pelos seus morros e destino cativo dos turistas chilenos. Diferente do clima elegante da cidade ao lado, Valparaíso recebe muitas pessoas em busca de um banho de mar e festas a beira da praia. Depois de uma rápida volta de carro seguimos rumo à capital chilena.

Em Santiago uma atmosfera urbana totalmente diferente de todas as cidades que tínhamos passado ao longo da nossa aventura. Uma metrópole de aproximadamente 5 milhões de habitantes retrata um país de economia forte e em desenvolvimento. Aqui a dica é conhecer o restaurante do já citado Gastón Acurio, Astrid & Gaston. Peça um menu degustação harmonizado com diferentes vinhos e acompanhe o preparo dos pratos através de um vidro que separa o salão da cozinha.

Uma dica bem romântica para os casais que irão conhecer Santiago é o Giratorio Restaurant. Em formato esférico, sua estrutura gira sobre um eixo fixo, oferecendo uma vista panorâmica 360°. Não se preocupe com enjoos e náuseas, a velocidade deste giro é bem lenta, imperceptível aos mais desatentos.

Antes de deixarmos as terras chilenas para encontrar nossos hermanos fomos conhecer a famosa vinícola Cocha y Toro. Reserve com antecedência o passeio pelas suas instalações, marque uma degustação particular com o sommelier oficial da Concha y Toro e conheça toda estrutura de uma das mais famosas produtoras de vinho do Chile.

022_02

Concha y Toro pode até não ter o melhor vinho do Chile, mas sabe vender bem. O passeio te leva pelas histórias do fundador da casa, apresentação sobre as diversas uvas plantadas em todo o território chileno e a curiosa história do vinho Casilleiro del Diablo.

Saímos contentes deste país que ofereceu boas histórias e lembranças ao longo de quase 12 dias de descobertas. Aqui vimos um país de diversas facetas e costumes que ainda preserva sua cultura. Desde a areia do deserto até ou seus famosos vinhos, Chile foi uma grata surpresa aos nossos sentidos.

Partimos rumo a Argentina em um dos nossos últimos destinos, Mendoza. Muito vinho e entrecôte nos aguardava nesta linda cidade aos pés da Cordilheira dos Andes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *